Historicamente Pernambuco tem uma relevância imensurável para o desenvolvimento do Brasil. Uma terra muito a frente do seu tempo, foi responsável por grandes momentos históricos e sofreu grande influencia em sua cultura pela colonização Holandesa.

Foi em 1641, sobre a regência do Conde Mauricio de Nassau, que chegou em Pernambuco o mestre Cervejeiro Dirck Dicx que trouxe toda estrutura necessária para a produção de cervejas, onde passou a fabricar e vender em uma casa, chamada de Lá Fontaine, tornando –se assim a primeira cervejaria do Brasil e seguindo a tradição Pernambucana, provavelmente a primeira das Américas.

Essa vocação cervejeira ainda permanece e em franca expansão, principalmente no mercado das cervejas artesanais.

Criada ha pouco menos de cinco meses, a cerveja Miraculosa é uma das que vem se destacando entre as gigantes do setor cervejeiro artesanal.

Inicialmente criada de forma despretensiosa e com uma produção mínima, de 25 litros por mês e o seu estilo Belga Blond Ale, logo conquistou o paladar de muitos apreciadores desse líquido lupulado e maltado o que fez com que sua produção saltasse para dez vezes  esse valor e segundo Sérgio Vicente, o criador da Cervejaria Miraculosa, essa produção tem capacidade e pode dobrar novamente até o final de 2017.

Eu tive a oportunidade de apreciar essa cerveja e conversar com  a Beer Sommelier Karine Lins que me explicou um pouco sobre a Miraculosa.  Segundo ela, a Miraculosa é uma cerveja leve apesar do seu teor alcoólico de 6,5° comum para esse tipo de cerveja, e combina perfeitamente bem com massas, carnes brancas, queijos e presuntos.

Esse “Milagre engarrafado”, carinhosamente chamada por Sérgio, pode ser encontrada em várias casas especializadas no grande Recife.

Por ser um produto artesanal e de grande qualidade, o seu valor também é diferenciado, variando de R$12,00 a R$15,00 uma garrafa de 330ml.

Quem tiver interesse em saber mais sobre o produto, pode falar diretamente com Sérgio Vicente pelo telefone 81 9.8199-1717